O que são servidores DNS?

Na Internet, os computadores utilizam os chamados endereços IP (4 números inteiros, de 1 a 255, separados por pontos - no caso de IP v4) para comunicarem. Nós, seres humanos, temos dificuldade em decorar números e, por isso, foram inventados os domínios (sequências de letras, separadas por pontos) que são mais facilmente memorizáveis. Por exemplo: o Google tem como domínio google.pt, mas um dos seus endereços IP é o 216.58.208.3. Os servidores DNS são computadores responsáveis por traduzir os domínios que nós conhecemos nestes endereços IP. Qualquer entidade pode deter um destes servidores DNS e, para simplicidade de uso para os seus clientes, as operadoras de Internet portuguesas decidiram ter os seus próprios. E é precisamente a este nível que as mesmas estão a bloquear websites, fazendo os seus próprios servidores DNS devolverem respostas erradas aos nossos computadores.

Que servidores DNS aconselham que use?

Existem imensas entidades que mantêm os seus próprios servidores de DNS. Nós recomendamos os servidores da OpenDNS - endereços IPv4 208.67.222.222 e 208.67.220.220 - e da Google - endereços IPv4 8.8.8.8 e 8.8.4.4. Se for cliente MEO, poderá ainda utilizar os servidores DNS através de IPv6, sendo os endereços para a OpenDNS - 2620:0:ccc::2 e 2620:0:ccd::2 - e para a Google - 2001:4860:4860::8888 e 2001:4860:4860::8844.

O que é isto do IPv4 e IPv6?

Como explicado anteriormente, os computadores identificam-se na Internet através de um código numérico denominado endereço IP. Com o número crescente de dispositivos ligados à Internet, o código definido por 4 dígitos de 1 a 255 separado por pontos, o IPv4 a que estamos habituados, será substituído por um código mais longo (com várias representações possíveis, ver resposta anterior) denominado de IPv6. Em Portugal, a MEO já fornece o seu serviço utilizando IPv6 em conjunto com IPv4 (cada router da MEO tem dois IPs, um v4 e outro v6). Por isso, mostramos como substituir os servidores DNS para ambas as situações.

Falaram-me de usar um proxy ou uma VPN. Porque devo utilizar este método?

Enquanto as operadoras portuguesas continuarem a realizar este tipo de bloqueios recorrendo aos seus servidores de DNS, o método mais seguro e fiável será proceder às alterações que mostramos nos nossos guias. O uso de um proxy ou de uma VPN implica que o tráfego entre o seu computador e os websites que visita passe por terceiros, utilizando as definições de acesso à Internet dos mesmos. Este facto pode comprometer a sua segurança e privacidade, uma vez que, em muitos casos, esses mesmos terceiros podem manipular a ligação por forma a alterar maliciosamente os websites que visita, sujeitando-o a vírus informáticos ou roubo de identidade, entre outros.